sábado, dezembro 15, 2018
Automobilismo

COROLLA 2016: AVALIAÇÃO DO NOVO MODELO DA TOYOTA

O Novo Corolla tem a capacidade de estabelecer um novo patamar no segmento de sedãs médios. Apresenta o já conhecido padrão Toyota de qualidade, durabilidade e confiabilidade, ainda traz um novo design, alto desempenho na economia de combustível, interior com acabamento de alta qualidade e itens de segurança não presentes em outros modelos da categoria.

Mesmo em meados de 2015, a Toyota já revisou e antecipou a versão 2016 do modelo. A versão XEi ganhou espelhos retrovisores eletro retráteis, espelho no para-sol, luz para motorista e passageiro dianteiro e acendimento dos faróis automáticos – acrescido de computador de bordo, bancos traseiros bipartidos, com descanso central e porta-copos, ar-condicionado automático, vidros elétricos nas quatro portas e retrovisor interno eletrônico.

A Altis conta com limpador de para-brisa variável, intermitente e ajustável, sistema de partida sem chave, luz auxiliar de LED e banco do motorista com ajustes elétricos.

Em comparação com a linha anterior, as versões 2016 apresentam um novo membro, a versão GLi Upper, que possui o mesmo acabamento interno das versões superiores, motor 1.8 e câmbio tipo CVT – simulando até 7 velocidades [Fonte: Toyota].

Todo o conjunto, formado por aerodinâmica, motor – 1.8 (GLi Upper), rende 139 CV à gasolina e 144 CV à etanol – e transmissão, junto de pneus com baixa resistência, torna o modelo cerca de 15% mais rápido. Em testes de consumo, o veículo é capaz de fazer 7,2km/l de etanol e 10km/l de gasolina. Seu maior concorrente talvez seja o Honda Civic 2016, com melhor esportividade e ligeiramente mais acessível.

Perde pontos em alguns aspectos: controle de estabilidade e tração, sensores de estacionamento e sensor crepuscular, inexistentes. A nova versão não apresenta muitas modificações em relação à anterior, por isso optar pelas versões 2015 pode ser mais vantajoso, financeiramente. Ainda assim, versões 2015 ou 2016 do Corolla agradam o consumidor final, o que continua a dar fama à categoria.