sábado, dezembro 15, 2018
Outro

Transplante capilar feminino

A #calvície está presente em cerca de 20 a 40% na população feminina e está relacionada com a presença de hormônios sexuais predisposto à doença. O implante ou transplante capilar feminino normalmente só pode ser feito a mulheres calvas que ainda tenham os seus fios volumoso e elásticos atrás da cabeça.

Assim, o #próprio cabelo do paciente serve como #cabelo doador, isto é, é retirado o cabelo do couro na hora da cirurgia e novamente implantado, fio por fio, nos folículos da área que está calva. O transplante capilar feminino consiste na redistribuição e recolocação dos folículos que vieram da zona doadora como a nuca e as partes laterais, fazendo assim com que o cabelo volte a crescer em áreas em que já tinha desaparecido. Na verdade este tratamento não consiste em colocar mais fios de cabelo na sua cabeça nem se pretende criar novos cabelos mas sim mudar a localização dos fios já existentes para os espaços em que tem falta.

Uma vantagem desta cirurgia é que os folículos que são transplantados retêm uma maior resistência genética à calvície, assim eles continuam a viver durante toda a sua vida e o seu ritmo de crescimento irá manter-se inalterado para sempre. Uma outra vantagem é que não existe qualquer tipo de rejeição por parte dos fios de cabelo transplantados uma vez que são os do próprio paciente.

O procedimento mais utilizado neste tipo de microcirurgia é o transplante capilar da CM2C, é o menos invasivo para o paciente e o que tem melhor e mais rápida cicatrização. Você consegue obter resultados do transplante logo depois os primeiros meses após a cirurgia. Nessa altura você irá começar a notar que seu cabelo está a aparecer. Assim que o cabelo começar a crescer você poderá ver a zona que foi transplantada novamente preenchida.

Assim terá sempre cabelo em todas as partes da cabeça. É importante que mesmo depois da cirurgia do transplante capilar feminino você continue a fazer os tratamentos para evitar a queda dos fios na parte saudável.